Torcidas Organizadas: Acadêmicos da Savoia

Torcidas Organizadas: Acadêmicos da Savoia

O Palmeiras é o maior campeão do século XX, maior campeão do Campeonato Brasileiro e time com mais títulos nacionais no futebol do Brasil. Porém, isso não impediu o time de passar por algumas situações de crise por conta de péssimas administrações, como por exemplo no início dos anos 2000 quando após o final da Era Parmalat o time acabou rebaixado para a Série B em 2002 após o péssimo Brasileirão daquele ano.

Mas mostrando que até dos períodos ruins podemos tirar coisas boas, foi nesta época que nasceu uma das maiores e mais tradicionais torcidas organizadas do Palmeiras, a Acadêmicos da Savoia.

Com o time na Série B do Campeonato Brasileiro o orgulho de muitos palmeirenses começou a esfriar nas arquibancadas. Foi assim que em 2003 foi criado um movimento chamado de Sinal da Cruz, que tinha como único propósito resgatar novamente o orgulho palmeirense adormecido, mostrando a história do clube para os mais jovens, seus ídolos e as taças conquistadas ao passar dos anos.

Este movimento teve a adesão principalmente de uma ala da torcida que apesar de não ser organizada sempre estava localizada na curva norte do estádio Palestra Itália, a famosa Curvinha. Este grupo estava sempre reunido para ver os jogos do Palmeiras em volta de uma bandeira quadriculada que tinha os lindos dizeres “Palmeiras, a razão de nossa existência”.

Com o final do Movimento Sinal da Cruz os torcedores continuaram se reunindo, foi quando surgiu a ideia de fundar uma torcida organizada diferente de todas as que estavam presentes nos estádios até aquele momento. As primeiras reuniões foram para definir o nome desta torcida, e a primeira ideia foi de “Os Vigaristas” para homenagear o símbolo escolhido, o vilão dos desenhos animados Dick Vigarista e seu cachorro Mutley.

O nome não foi aprovado pela Polícia Militar, então ficou decidido que o nome da nova torcida seria Acadêmicos da Savoia, homenageando assim dois grandes símbolos da história do Palmeiras. Primeiro, a Academia de Futebol, como era conhecido o time na décadas de 60 e 70.

E segundo a cruz de Savoia, um brasão de origem italiana que é representado por uma cruz branca sobre um fundo vermelho. Esta cruz tem como significado que para que haja paz é preciso que haja luta, e foi o primeiro símbolo utilizado pelo Palmeiras na época de sua fundação, ainda como Palestra Itália.

A torcida começou a se reunir no final de 2004, mas teve no ano de 2005 a sua fundação oficial. Os verdadeiros palmeirenses finalmente tinham uma torcida que os representassem nas arquibancadas. E isso não demorou a ser uma notícia famosa nos estádios, com a Savoia recebendo cadastros de adolescentes, adultos e idosos de ambos os sexos, e aceitando todos estes tipos de torcedores a Acadêmicos da Savoia acabou sendo conhecida como a “Torcida da Família”.

Com responsabilidade social e visando acabar com a discriminação em um meio tão machista quanto o futebol, a Acadêmicos da Savoia foi uma das primeiras torcidas a ter uma divisão 100% feminina, evitando assim a discriminação daquelas que só queriam torcer por seu time.